Análise da internacionalização: um estudo de caso da indústria têxtil portuguesa no mercado brasileiro

Téucle Mannarelli Filho, Renata Barbieri, Paloma Cardoso de Figueiredo, Glaucia Aparecida Prates, Lesley Carina do Lago Attadia Galli

Abstract


Este estudo trata-se de um Relato Técnico de Pesquisa Aplicada que tem por objetivo geral investigar as oportunidades de internacionalização do Grupo empresarial da industrial têxtil portuguesa MoreTextile, já consolidados no País de origem, para o mercado brasileiro. Especificamente, cita-se os produtos do segmento linha lar. A pesquisa se apresenta de forma qualitativa, metodologicamente falando, com escolha aleatória por conveniência em um estudo de caso único. Realizou-se uma ampla revisão bibliográfica para o suporte teórico do referido estudo. Os dados primários foram obtidos por meio de observações diretas. Os dados secundários foram extraídos sites institucionais do Grupo empresarial, artigos científicos, e documentos disponíveis no Google Acadêmico e na base de dados Web of Science. A fundamentação teórica para a análise dos dados seguiu os preceitos da análise de conteúdo. Para identificar oportunidades de internacionalização do Grupo MoreTextile utilizou-se conceitos consolidados na literatura, tais como a Análise PESTEL e Análise SWOT. Os resultados obtidos apresentam-se por meio de tópicos de conteúdo: Estratégico, Mercadológico, Internacionalização, Plano Mercadológico e Plano Logístico. Finalmente, a pesquisa permitiu verificar as oportunidades e as limitações no processo de internacionalização do Grupo para o mercado brasileiro.


Keywords


Internacionalização; Indústria têxtil; Estratégia; Logística

References


ABIT – Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção. (2017). Perfil do setor. Disponível em: . Acesso em: 6 fev. 2018.

Abrapa – Associação Brasileira dos Produtores de Algodão. (2018). Algodão no Brasil. Disponível em: . Acesso em: 13 de mar. 2018.

Andrade, M. C. & Silva, N. G. (2017). O comércio eletrônico (e-commerce): um estudo com consumidores. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, 7 (1), 98-111.

ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal. (2016). Estudo de Mercado –Países Nórdicos. Disponível em: . Acesso em: 10 fev. 2018.

ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal. (2017a). Caraterização do setor. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2018.

ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal. (2017b). Indústria Têxtil e Vestuário Portuguesa: Declínio, Recuperação e os “Drives” da Mudança. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2018.

Bethlem, A. (2004). Estratégia empresarial: conceitos, processo e administração estratégica (5a ed.). São Paulo: Atlas.

Bôas, B. V. Crescimento no varejo é generalizado em janeiro, aponta IBGE. Disponível em: . Acesso em: 16 mar. 2018.

Botelho, J. M. M. (2015). Contributos para a construção de um modelo de suporte à análise e à implementação de estratégias de internacionalização. Tese de Doutorado, Universidade de Évora: Évora, Portugal.

Carreira, M. S. (2015). A importância estratégica do setor têxtil e vestuário para a internacionalização da economia portuguesa: um contributo. Tese de Doutorado, Universidade de Lisboa: Lisboa, Portugal.

Chiavenato, I. & Sapiro, A. (2009). Planejamento Estratégico: fundamentos e aplicação. (2a ed.). Rio Janeiro: Elsevier.

Dos Santos, K. K. L. (2017). Internacionalização: modos de entrada em mercados estrangeiros e o estudo de caso da empresa Josefinas. Tese de Doutorado, Universidade do Minho: Braga, Portugal.

Eriksson, K., Johanson, J., Majkgard, A. & Sharma, D. D. (2015). Experiential knowledge and cost in the internationalization process. In: Holm, U., Forsgren, M. & Johanson, J. (eds.). Knowledge, networks and power: the Uppsala School of International Business. London: Palgrave MacMillan, London, pp. 41-63.

Godoy, A. S. (1995). Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas, 25 (2): 57-63.

Gupta, A. (2013). Environmental and pest analysis: an approach to external business environment. International Journal of Modern Social Sciences, 2 (1): 34–43.

Gupta, G. & Mishra, P. R. (2007). A SWOT analysis of reliability centred maintenance framework. Journal of Quality in Maintenance Engineering, 22 (2): 130–145.

Hasanbeigi, A. & Price, L. (2015). A technical review of emerging technologies for energy and water efficiency and pollution reduction in the textile industry. Journal of Cleaner Production, 95 (30): 30-44.

Hitt, M. A., Ireland, R. D. & Hoskisson, R. E. (2012). Strategic management cases: competitiveness and globalization. (10a ed.). London: Cengage Learning.

Johanson, J. & Wiedersheim, P. F. (1975). The internationalization of the firm - four swedish cases 1. Journal of Management Studies, 12 (3): 305-323.

Lopes, C., Lange, E., Gomes, P. & Costa, T. (2010). Inovação e desenvolvimento no sector têxtil e vestuário. Guimarães: Revista GeoPlan.

Marcos, R. M. N. (2015). Estratégia de internacionalização de uma PME familiar do sector têxtil e vestuário: o caso Univest. Tese de Doutorado, Instituto Universitário de Lisboa: Lisboa, Portugal.

MoreTextile. MoreTextile Group. (2017). Disponível em: . Acesso em: 10 fev. 2018.

Nascimento, J. B., Freddo, A. C.; Figueiredo, G. N. & Maiochi, A. P. (2010). Internacionalização na indústria de moda: o caso ZARA. Revista Galega de Economia, 19 (2), 1-22.

Niinimäki, K & Hassi, L. (2011). Emerging design strategies in sustainable production and consumption of textiles and clothing. Journal of Cleaner Production, v. 19, n. 16, p. 1876-1883, 2011.

Nogueira, E. M. C. (2016). Orientação empreendedora e internacionalização: o estudo de caso de uma empresa do setor têxtil e vestuário. Dissertação de Mestrado, Universidade do Minho: Braga, Portugal.

Novicevic, M. M., Harvey, M., Autry, C. W. & Bond III, E. U. (2004). Dual-perspective SWOT: a synthesis of marketing intelligence and planning. Marketing Intelligence & Planning, 22 (1), 84-94.

Pimentel, F. (2017). Coletiva de imprensa. ABIT. Disponível em: . Acesso em: 14 fev. 2018.

Pinto, A, Henriques, C. & Martinho, A. (2014). O impacto da inovação na rentabilidade empresarial – o caso do setor têxtil português. Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão, 13 (2), 61-71.

Sacramento, E. E. (2016). O papel crítico da gestão cultural no seio do dispositivo da moda e da indústria do têxtil e do vestuário: o caso de Portugal. 2016. Tese de Doutorado, Instituto Politécnico de Leiria, Escola Superior de Artes e Design de Caldas da Rainha: Caldas da Rainha, Portugal.

Sanchez, A. V. & Camacho, E. G. S. (2007). Internacionalização empresarial: um modelo explicativo do modo de entrada. Tourism & Management Studies, 3, 65-76.

Senra, S. M. (2008). Estratégia de marca própria no contexto da PME têxtil: o caso Esami's. Dissertação de Mestrado, Universidade de Aveiro: Aveiro, Portugal.

Silva, A. R. S. (2014). Extensão da Certificação NP EN ISO 9001. Universidade do Porto, Faculdade de Engenharia: Porto, Portugal.

Tranfield, D., Denyer, D. & Smart, P. (2003). Towards a methodology for developing evidence-informed management knowledge by means of systematic review. British Journal of Management, 14 (3): 207-222.

Wrigth, P., Kroll, M. J. & Parnell, J. (2006). Administração estratégica: conceitos. São Paulo: Atlas.




DOI: https://doi.org/10.24023/FutureJournal/2175-5825/2020.v12i1.395

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM




Copyright (c) 2019 Future Studies Research Journal: Trends and Strategies

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Future Stud. Res. J. e-ISSN: 2175-5825

Mailing Address: Avenida Drª Ruth Cardoso, 7221 - CEP 05425-070 - Pinheiros - São Paulo/SP - Brasil

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.